Vitamina C e adaptação ao treino – Reviva Nutrição

Vitamina C e adaptação ao treino

Vitamina C e adaptação ao treino

vitamina

Efeitos da suplementação de vitamina C e E sobre adaptações no sistema antioxidante endógeno nas proteínas de choque na resposta do treino endurance.

Atualmente tem se falado bastante no uso de antioxidantes, principalmente nas atividades físicas, como endurance, onde há maior formação de radicais livres, por ser atividade de longa duração que utiliza predominantemente o sistema energético aeróbio. Porém o que pouco tem sido analisado é o impacto da utilização de antioxidantes na adaptação muscular, e ainda junto ao sistema antioxidante endógeno.

Um estudo de outubro de 2014 teve como objetivo investigar os efeitos da suplementação de vitamina C e E sobre adaptações no sistema antioxidante endógeno e nas proteínas de choque (HSP) após 11 semanas de treinamento de endurance.

Foram avaliados 2 grupos, um suplementado e outro placebo, o grupo foi suplementado com 1000mg de vitamina C + vitamina E 235mg dia. A investigação ocorreu por meio de biopsia do músculo (Pré e pós 90 minutos), exames de sangue coletados antes do exercício, 10, 90, 180 minutos pós atividade.

Os resultados desse estudo mostraram que a suplementação de vitamina C e E não afetou de forma significativa a ativação aguda de NFKb ( fator de transcrição envolvido na resposta inflamatória e na resposta imune). A resposta inflamatória ocorre também no exercício físico, devido ao estresse sofrido pela musculatura. O estudo ainda mostrou que o grupo suplementado teve menor tolerância ao estresse induzido pelo exercício, não causando danos a curto prazo, mas a longo prazo podendo retardar a recuperação.

Conclui se então que ao iniciar uma atividade física deve se ter cuidado com uso indiscriminado de antioxidantes, e suplementar apenas quando necessário, respeitando o tempo de adaptação da musculatura para uma melhor recuperação, fazendo com que o sistema de antioxidante endógeno não seja prejudicado. Como alternativa pode se pensar em usar suplementação para fortalecer sistema antioxidante endógeno. Então procure um nutricionista!

K.T. Cumming et al. Physiol Rep,2(10), 2014

MELINA ALMEIDA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *