Suplementação de taurina e melhoria de desempenho físico em endurance, além de auxilio no controle da glicemia e prevenção da obesidade. – Reviva Nutrição

Suplementação de taurina e melhoria de desempenho físico em endurance, além de auxilio no controle da glicemia e prevenção da obesidade.

Suplementação de taurina e melhoria de desempenho físico em endurance, além de auxilio no controle da glicemia e prevenção da obesidade.

sm-esporte-1

A taurina é um aminoácido que não é incorporado nas proteínas de nosso organismo e parece ter um papel importante na sinalização celular. A taurina é bastante utilizada na atividade física , e estudos comprovam sua eficácia no desempenho físico, em atividades de endurance.

O processo ocorre devido a ação da taurina na contração muscular dependente de calcio, contribuindo ainda para a defesa antioxidante, regulação do fluxo celular e resposta ao estresse, isso acontece o calcio estimula o metabolismo oxidativo, estimulando função mitocondrial, consequentemente melhorando o desempenho físico em atividades aérobias.

O nível de absorção tem pico após 2 horas da administração da dose, então deve ser bem avaliado junto ao profissional o horário correto para ingestão da mesma, além do tipo de atividade física.

A taurina além de melhora no desempenho físico, também é bem associada na prevenção da obesidade e resistência a insulina.

Após suplementar a água de camundongos obesos com o aminoácido taurina durante dois meses, pesquisadores da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) observaram que os animais não apenas perderam peso de forma significativa como apresentaram diversos benefícios no controle da glicemia. Os dados sugerem que o tratamento poderia proteger os roedores de desenvolver complicações como o diabetes.

Um dos motivos para a redução da glicemia foi a super ativação dos receptores de insulina nos tecidos periféricos dos animais após a suplementação de taurina, favorecendo a captação de glicose no tecido muscular e menor produção desse açúcar pelo fígado. Os resultados foram divulgados no The Journal of Nutritional Biochemistry. 

 

Apesar de ser um aminoácido com vários estudos comprovando seus benefícios, a dose, o horário e o tipo de atividade física devem ser avaliados por um profissional nutricionista.

 

Spriett LL & Whitfied J. Curr Opin Clin Nutr Metab Care 2015 , 18:96 – 101



Por  Melina Almeida

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *