Sinalização do Apetite – Reviva Nutrição

Sinalização do Apetite

Sinalização do Apetite

07

Os mecanismos alimentares se iniciam com as percepções sensoriais (visão, sabor, palatabilidade) e continuam através de atuações metabólicas sinalizadas pelo sistema nervoso. O consumo de alimentos, muitas vezes, pode ser atraído pelo prazer e não pela real necessidade fisiológica.
A obesidade é considerada um estado de inflamação crônica por ser alvo de armazenamento de toxinas e produção de marcadores inflamatórios. A leptina, hormônio produzido pelo tecido adiposo, pode estar hiperestimulada no obeso e causar resistência em seus receptores, perdendo sua eficácia de sinalizar a saciedade.

 

Sendo assim, essa substância não consegue desempenhar corretamente o seu papel, mesmo após uma refeição a fome é dificilmente controlada, acarretando em uma maior ingestão de alimentos e facilidade no ganho de peso.
Outro fator relevante é o sistema poupador de energia, estando ligado aos períodos de fome e carência alimentar, passando a propiciar um maior acúmulo de gordura. O mecanismo visa poupar gastos para períodos semelhantes de privação alimentar, o corpo entende que está precisando diminuir a liberação de energia para utilizar em situações nas quais o indivíduo estabelece quando passa horas sem se alimentar.

 

O jejum descompensado e frequente ocasiona ativação do sistema poupador, dificultando ainda mais a perca de peso. Esse fator posiciona a importância do alimentar-se a cada três horas. O corpo busca sempre um equilibro energético entre a ingestão e o gasto de calorias, porem não é esse o foco principal, pois cada nutriente ingerido pode funcionar de um modo diferente em certas pessoas. Precisamos perceber a individualidade bioquímica de cada organismo, levando em consideração suas predisposições e polimorfismos, que são entendidos como variações de fenótipo, podendo ter diferentes expressões gênicas, envolvendo substâncias e interações bioquímicas benéficas ou maléficas.
Alimentar-se é questão de sobrevivência e a dinâmica da nutrição é algo bastante complexo. Procure sempre a ajuda de um Nutricionista.

 

 

Caroline Mota | Nutricionista
Pós Graduada em Nutrição Clínica e Esportiva
CRN6 14141
Referência: Damiani, D., Damiani, D., Filho, H.C.M. Controle do apetite: mecanismos metabólicos e cognitivos. PEDIATRIA (SÃO PAULO) 2010;32(3):211-22.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *