Omega 3 e sua relação com menor risco de câncer de mama – Reviva Nutrição

Omega 3 e sua relação com menor risco de câncer de mama

Omega 3 e sua relação com menor risco de câncer de mama

06

O Ômega 3 é uma gordura benéfica e essencial para a nossa saúde, é um ácido graxo essencial e poliinsaturado, ou seja, um tipo de gordura que não é produzido pelo nosso organismo e deve estar presente através da alimentação e da suplementação.
Uma metanálise que evidencia a associação entre a ingestão de ácidos graxos ômega-3, por meio do alto consumo de peixes, com o menor risco para o desenvolvimento de câncer de mama foi publicada por pesquisadores na revista British Medical Journal (BMJ).O estudo envolveu aproximadamente 900 mil mulheres, incluindo 20 mil que tinham câncer de mama foram utilizados pelos pesquisadores para realizar a metanálise. Os pesquisadores incluíram os estudos que avaliaram o consumo de peixe, a ingestão total de ômega-3, por fontes vegetais e animais, por meio de questionário de frequência alimentar e recordatórios alimentares.

 

Foi observado que as mulheres que haviam consumido altos níveis de ômega-3, proveniente do consumo de peixes, tinham redução de 14% no risco de ter câncer de mama, em comparação com aqueles que consumiam menos. Os resultados também demonstraram uma relação importante de dose-resposta: a cada aumento de 0,1 g no consumo de ômega-3 por dia foi associado a um risco reduzido em 5% de ter câncer de mama. Para efeito de comparação, 100 g de um peixe rico em gordura, como o salmão, pode conter entre 1 a 2 g de ácidos graxos ômega-3.

 

O câncer de mama ainda é um dos canceres mais prevalente em mulheres. Mudanças na alimentação e estilo de vida conferem uma de suas formas de prevenção. Para começar que tal incluir ômega 3 na sua alimentação?
As maiores fontes de Ômega 3 são os peixes marinhos de águas frias e profundas, como salmão (cuidado com os de cativeiro), cavala, sardinha e atum.

 

Fonte: Zheng JS, Hu XJ, Zhao YM, Yang J, Li D. Intake of fish and marine n-3 polyunsaturated fatty acids and risk of breast cancer: meta-analysis of data from 21 independent prospective cohort studies. BMJ. 2013;346:f3706.

 

Carla Maiana Araújo
Nutricionista
CRN 14150

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *