Ingestão de Fibras e Acidente Vascular Cerebral – Reviva Nutrição

Ingestão de Fibras e Acidente Vascular Cerebral

Ingestão de Fibras e Acidente Vascular Cerebral

img_20130402_114813

Todo mundo sabe que ter uma alimentação saudável é comer bem e de forma equilibrada, trazendo assim muitos benefícios para a saúde e melhorando a qualidade de vida. Alimentos ricos em fibras, como grãos integrais, frutas, legumes, pode ter um efeito protetor de algumas doenças. No caso do acidente vascular cerebral (AVC), as fibras vão ajudar através da redução da pressão arterial, nas concentrações de LDL colesterol e inflamação crônica , além de melhor a resposta da glicose pós-prandial e da sensibilidade à insulina.

De acordo com o The Journal of Nutrition estudos recentes vêm mostrando uma relação inversa estatisticamente significativa entre a ingestão de fibra alimentar e risco de AVC. As principais fontes de fibras alimentares diferem entre populações, sendo assim poucos estudos examinaram fontes de fibras em relação ao risco de acidente vascular cerebral.

Para coletar os dados utilizaram 69.667 participantes, homens e mulheres, com idade entre 45- 83 anos, que responderam um questionário auto-administrativo e um de frequência alimentar.

A identificação dos participantes ocorreu de acordo com um numero especifico para cada, sendo possível registrar os casos de AVC, como infarto cerebral, hemorragia intracerebral, hemorragia subaracnóide e acidente vascular cerebral não especificado e registrar informações sobre óbitos para os participantes que morreram durante o acompanhamento.

Além da análise do Questionário de Frequência Alimentar (QFA), foram analisados a ingestão de vitamina C, folato, b-caroteno, magnésio e potássio e de alimentos que estão associados com risco de AVC na população estudada, incluindo carne processada, peixe, de lacticínios de baixo teor de gordura, o café, e chá.

Portanto, os autores concluem que a ingestão de fibra alimentar, especialmente fibras de frutas e vegetais, são inversamente associadas com o risco de AVC. Não descartando a possibilidade de que o efeito protetor observado de ingestão de fibras em risco de AVC pode ser devido a outros nutrientes ou fitoquímicos presentes em frutas e legumes. No entanto, estes resultados fornecem um adicional para a recomendação de aumentar o consumo de frutas e vegetais ricos em fibras.

 

Larsson, S.C.; Wolk, A. Dietary Fiber Intake Is Inversely Associated with Stroke Incidence in Healthy Swedish Adults J. Nutr. 2014 jn.114.200634

Por Islanne Leal

Nutricionista

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *